grand central

Grand Central Terminal

Quando entrei na Grand Central Terminal fiquei encantada pela beleza e grandiosidade da construção. Não foi para menos, pois a beleza da maior estação ferroviária do mundo, com 44 plataformas divididas em dois níveis é impressionante. O terminal foi inaugurado em  02 de fevereiro de 1913 e, este ano, completou seu centenário. Em média, passam por lá, todos os dias, cerca de 700 mil pessoas, entre o usuários do metrô e passageiros de trens que de lá partem.

grand central

Em 1920, os armazéns que se concentravam na região deram lugar a famosos arranha céus como o edifício Chanin, o Edifício Lincoln e o Chrysler Building.

A Grand Central faz parte dos 177 prédios do Marcos Históricos Nacional na cidade de Nova York.

Dentro do terminal você vai encontrar o Mercado da Grand Central, banca de revistas, padarias, lojas, restaurantes e uma praça de alimentação enorme!

grand central

Para explorar e conhecer mais sobre a Grand Central, é oferecido/disponibilizado dois tipos de tours: o Audio Tour e o Grand Tour.

Audio Tour

Explora não apenas a arquitetura do Terminal, mas também concentra sua atenção em pequenos segredos pouco conhecidos, material de arquivo e histórias lendárias. Após o tour, você passa a olhar o Terminal com visão diferente. Tem duração de 30 minutos  a 1 hora e está disponível todos os dias das 09:00h às 18:00h (fechado somente no Thanksgiving Day – dia de Ação de Graças dos Americanos – e no Natal).

Custa US$8 para adultos, US$7 para idosos e deficientes e US$6 para crianças e estudantes. Infelizmente, o áudio não está disponível em português. Línguas disponíveis: inglês, francês, espanhol, japonês, italiano e alemão.

Grand Tour

Explora o projeto arquitetônico, a construção do Terminal, a história do local e seus segredos. O passeio tem todos os dias às 12:30h e dura 75 minutos. Importante lembrar que o número de participantes em cada sessão é limitado. Custa US$20 para adultos e US$15 para idosos, crianças e estudantes.

grand central

Minha experiência

Eu fiz o Audio Tour que durou cerca de 1 hora. Gostei, mas não achei nada demais. Tive a impressão de que faltaram algumas informações no mapa da estação entregue com o áudio.

Durante o tour, o locutor dá explicações detalhadas sobre a pintura do teto do terminal, os restaurantes, lojas, o mármore da escadaria, o famoso relógio central – ponto de encontro histórico da cidade-, a rampa de passagem dos usuários etc.

Se você tiver tempo de sobra em Nova York e for interessado em arquitetura e prédio históricos, vale o passeio com a ajuda do áudio. Caso contrário, apareça por lá, admire a construção e faça uma boquinha nos vários restaurantes (o Oyster Bar é ótima pedida) e lanchonetes do local. Outra ótima pedida é a visita ao Campbell’s Apartment, antigo escritório de John W. Campbell e que hoje dá lugar a um dos bares mais festejados dos EUA. Mas capriche no traje: boné, camiseta e tênis não são permitidos.

Para mais informações, visite www.mas.org/tours.

Endereço: 71-105 East 42nd Street, Park Avenue.

Como chegar: Linhas: Cinza Subway Stations, Roxa 7 ou Verde 4, 5 e 6 e descer na Grand Central.

grand central

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.

*